terça-feira, 27 de novembro de 2012

É Natal!

A árvore de Natal está feita...a partir de hoje, cá em casa, é oficialmente Natal!
O Natal para mim é como para uma criança, é uma das épocas que mais amo do ano! Não por causa dos presentes e do consumismo, mas pelo espírito de quem gosta do Natal, pela união dos mais queridos, mesmo que os mais queridos sejam por vezes poucos, pelas luzes, pelas cores, pelos sonhos...e não só daqueles que se comem e que simplesmente adoro, mas também os sonhos e a esperança que parece que me invadem a mente ainda mais do que no resto do ano! Não sou de acordo com alguns que sentem que o Natal é uma obrigação de comprar e oferecer presentes mesmo quando não temos vontade nenhuma. Primeiro porque deixei simplesmente de dar presentes a quem não faz sentido, dou apenas aos que têm uma importância especial na minha vida, aos que estão comigo durante o resto do ano. E segundo porque por isso mesmo, uma vez que só dou a quem para mim faz sentido, é um prazer e não uma obrigação, oferecer e fazer aquela pessoa sentir, na noite de Natal, o meu carinho e a minha atenção. Isto não significa que não o faça também noutras épocas do ano, ou mesmo quando não há nenhuma data para festejar, num dia qualquer, nem significa que só possa fazer sentir o meu carinho com objectos, existem mil formas de o fazer!
Oiço tantas vezes..."só se lembram dos outros no Natal, assim como as obras de solidariedade que parece que saem do esconderijo só nesta época"...eu concordo por um lado, mas por outro penso, ao menos no Natal! Ao menos que haja um momento no ano em que paramos para pensar no outro, em que deixemos de olhar só para o nosso umbigo, ao menos que se comece por algum lado...e quando dizemos estas coisas da boca para fora poderíamos pensar..."e eu? estou aqui a criticar e o que fiz no resto do ano pelos outros?"
Bom Natal!