quarta-feira, 24 de julho de 2013

TREINO DO CORE vs TREINO ABDOMINAL!

O CORE é um conjunto de 29 músculos que suportam toda a zona da bacia, pélvis e lombar, ou seja, músculos mais profundos cuja função é manter a estabilidade da coluna e que nos ajudam a manter a postura.


 
 

A força do CORE refere-se aos músculos abdominais, costas e á sua capacidade de suportar a nossa coluna e manter o nosso corpo estável e em equilíbrio.

O fortalecimento destes músculos permite executar muitas tarefas do dia a dia com maior facilidade, desde mudar um móvel de lugar até um simples agachamento, e é a base de muitos desportos que conhecemos, como a ginástica, ski, snowboard, pugilismo, artes marciais, futebol, volei, etc...

Aprender a fortalecer o CORE permite obter uns abdominais mais fortes e redução de dores nas costas.
 
 

 
O enfraquecimento desta zona pode provocar alterações na bacia, flacidez abdominal, dores na zona lombar e até aparecimento de hérnias discais.

Quando ainda por cima temos excesso de peso, sobrecarregamos ainda mais a região lombar.

No entanto o treino abdominal é algo bem diferente. A zona abdominal que normalmente treinamos com os chamados "crunches", fortalecem os músculos superficiais e não os mais internos.

Os abdominais devem ser trabalhados em conjunto com uma musculatura do CORE forte, ou, sozinhos não bastam e podem piorar as dores e lesões da zona lombar.


 

Como treinar o CORE?

Podemos utilizar simplesmente o solo ou usar plataformas instáveis como a bola de fitness, o trx ou o bosu. Exercícios de prancha realizados em várias posições devem ser incluídos no treino. Também o ioga e o pilates são uma forma de, através da postura e respiração trabalhar esta musculatura. Por outro lado é importante fazer exercícios aeróbicos como caminhadas, corrida, bicicleta e outros.
Nas fotos têm alguns exemplos de exercícios de treino do CORE.


 

 
 
 Bons treinos!