sábado, 14 de novembro de 2015

KNEELING SQUAT

Este é um exercício que incluí no meu plano de treino recentemente e o qual estou a adorar fazer. Apesar de ter no nome squat, agachamento, ele é essencialmente destinado a atingir os glúteos. Inclusivamente, quando comparado com outros tipos de agachamento, segundo estudos realizados, este é o que mais isola o trabalho do glúteo. Primeiro porque a posição em que estamos nos permite carregar muito mais neste exercício do que num agachamento diferente como aquele realizado em pé, e depois, pelo facto de estarmos de joelhos colocamos o femural num trabalho quase inactivo fazendo com que o glúteo faça quase tudo sozinho.


É um movimento muito controverso e quando comparado com outros agachamentos ou outros exercícios de glúteo pode não ser o exercício a realizar como prioridade. Mas na realidade funciona. Para maximizar e potencializar a activação do glúteo existem outros exercícios a fazer primeiro na lista de prioridades, como o hip thrust por exemplo. E se quisermos também trabalhar o quadrícipe então este não é o tipo de agachamento preferido a realizar. Ou seja, dentro dos agachamentos existentes isola muito o trabalho do glúteo, mas considerando todos os exercícios de glúteo não é o mais potente digamos assim! No entanto eu gosto de variar os meus exercícios, dar estímulos diferentes aos músculos, e tentar tocar no músculo de várias formas e posições diferentes. Por isso esta é uma opção e, em conjunto com outros exercícios, seguramente sentirás e terás resultados ao incluir o kneeling squat na tua rotina.


A questão essencial aqui é a técnica do movimento. É essencial que seja feita da forma correcta ou não só não sentirás nada como não terás resultados. O movimento deve ser sentido como um “agachamento atrás”, ou seja, não basta baixar o glúteo mas sim “empurrá-lo” lá para trás como se nos fossemos sentar. Ao levantar devemos levar a anca para a frente com a força dos glúteos de forma controlada contraindo a zona pélvica e não apenas empurrando para cima. Faço-me entender? Experimentem até sentir bem o que estou a tentar dizer-vos e para além disso é essencial que carreguem pois só assim sentirão o que estou a tentar explicar. Podem também fazer com barra livre em vez da smith que utilizo no video.





Outra mais valia do kneeling squat para mim é que não tem impacto nos joelhos e por isso não é limitativo para mim.


Bons treinos e aguardo o vosso feedback deste exercício. Experimentem!

Calças lindas da FITMaria