segunda-feira, 21 de abril de 2014

A POLÉMICA DIETA - IIFYM (IF IT FIT YOUR MACROS)

Já ouviste falar de IIFYM? Pois começa a habituar-te porque esta é a nova moda do mundo das dietas e da nutrição no fitness e está a dar que falar! Significa If It Fits Your Macros (se cabe nas tuas macros)!

 

Basicamente e tal como o nome indica, sugere que se os valores do que comes entram e estão de acordo com os valores que devias consumir então podes comer, independentemente do que é! Ou seja, apenas tem em conta os macro nutrientes, proteína, hidratos de carbono, gordura e fibra (fibra é normalmente considerada um micro nutriente mas aqui não).

O IIFYM defende que, quer queiras perder peso, hipertrofia ou manutenção, basta que contes calorias e respeites as macros indicadas por eles nas suas calculadoras, e alcançarás os teus objectivos.  Diz ainda que o corpo não detecta se o alimento que estamos a ingerir é "saudável" ou não, que uma proteína é uma proteína, um hidrato um hidrato, etc etc, seja um hamburguer do Mac, uma pizza ou peito de frango, é indiferente! O importante é que as contas batam certo, e que se encaixe na quantidade de macro nutrientes necessária! Se por exemplo precisas de 1800 calorias diárias, sendo que 500 calorias devem ser de proteína, e 500 de hidratos e as restantes de gordura, então podes consumir estas calorias com junk food á vontade que ficarás na mesma mais magra no caso de ser esse o teu objectivo.



Parece que a necessidade deste estilo de vida alimentar surgiu no mundo do bodybuilding, pelo cansaço e rotina dos alimentos que normalmente se ingerem para alcançar os resultados. Para fugir ao peito de frango, batata doce e bróculos a toda a hora! Assim a mente abre-se e torna-se mais flexível e receptiva a outros alimentos e permite-nos escapar da escravatura. Se assim é, compreendo.

Mas existe o lado negativo do IIFYM! Há quem diga que esta é uma forma de ter desculpas para comer o que nos apetece e poder comer gelados e pizzas a toda a hora, apenas contando calorias! Mas claro que, como sempre, tudo depende da forma como se interpreta a "dieta"! Se apenas servir para que uma pessoa seja um pouco mais relaxada e flexível na alimentação até posso concordar, caso contrário...

O problema é que está a ser interpretada de outra forma, e nesse caso eu dou a minha opinião! Mesmo que seja verdade que o corpo não detecta a fonte do alimento que ingerimos,  mesmo que seja verdade que os objectivos se alcançam igualmente (não sei se é ou não)...onde fica o lado saudável da questão? o lado que o desporto nos deveria dar, a preocupação com o bem-estar e a saúde, a preocupação com as doenças? Então passa a contar apenas o resultado estético? Será que faz sentido ver uma atleta agarrada a caixas de gelados diariamente e com o abdominal marcado? Poderá ser o sonho de muitos, mas eu acho que não bate certo! E então não temos em conta as gorduras trans? o sódio? os corantes e produtos processados? os problemas cardíacos? a qualidade do que ingerimos? E os casos de desequilíbrios hormonais? do colesterol?
E de qualquer forma continuo a não acreditar que a própria qualidade da pele, níveis de celulite e flacidez, sejam iguais, independentemente dos alimentos que consumimos. Para além disso o IIFYM não considera as vitaminas e minerais que necessitamos diariamente e que são tão importantes.

 
 
O desporto, a actividade física, deveria ser algo que nos ajuda, em conjunto com uma alimentação saudável, a encontrar um equilíbrio, a aprender a respeitar o corpo e saber comer. Se IFFYM for o permitir comer algo que nos apeteça de vez em quando e que quebre as regras aceito e defendo, mas como hábito e estilo de vida nem pensar! Pude perceber nos ultimos anos as vantagens de uma alimentação equilibrada até nos meus níveis de energia física, cansaço, dores de cabeça, bem estar! E isso eu não troco!

Muito mais podería falar aqui, pois esta dieta contradiz muitas outras "regras" até agora respeitadas, mas fica para um próximo post!

Se queres saber mais vai espreitar o site deles, http://iifym.com/.
Bons treinos!