sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

OS MEUS SUPLEMENTOS ACTUAIS

Desta vez quero partilhar convosco a minha suplementação actual no dia a dia, no pré treino e no pós treino! Muitas vezes me perguntam sobre os suplementos que uso e quando e por isso decidi esclarecer e explicar o que uso e para que servem.

 

No entanto é importante explicar que acredito nos suplementos exactamente para isso... Para suplementar! Não são substitutos de refeição, não fazem milagres, não funcionam sentada o dia todo no sofá nem durante a noite enquanto dormes como alguns comprimidos que anunciam na TV, não substituem o treino e uma "dieta" equilibrada, e sem o treino e a dieta não funcionam mesmo! São aliados que complementam a alimentação equilibrada e ajudam na recuperação muscular após o esforço a que os músculos são sujeitos no treino!

Neste momento tomo,
De manhã:
MULTIVITAMÍNICO


VITAMINA C - É um antioxidante e protege as nossas células dos danos dos radicais livres, ajuda na formação de colagéneo, ajuda na libertação da testosterona e na absorção do ferro!

PRÉ TREINO: Eu estou a tomar o Mypre da Myprotein de momento. É um suplemento que, em geral, possui como características, o aumento da disposição para treinar, melhoria do desempenho, redução da fadiga e o aumento do foco.



PÓS TREINO:
WHEY- A Whey é a proteina do soro do leite extraida durante o processo de transformação do leite em queijo. Entre as vantagens mais conhecidas a Whey possui ação antioxidante, fortalece o sistema imunológico e reduz os sintomas de overtraining para além da sua rápida absorção que a distingue dos "normais" alimentos proteícos, fundamental para quem faz uso desta proteína para hipertrofia muscular. De facto, logo após o treino abrimos aquela famosa "janela" onde o músculo é mais receptivo aos nutrientes.

GLUTAMINA: A glutamina é o aminoácido livre mais abundante que existe no nosso organismo, perfaz cerca de 60% do total. É um aminoácido não essencial, pois o nosso organismo está apto a sintetizá-lo. A glutamina provavelmente é o aminoácido mais importante no nosso organismo para criar condições anabólicas favoráveis para a construção muscular, promovendo uma ação anti-catabólica por evitar a degradação protéica e estimular a síntese de glicogénio. A glutamina tem ainda um efeito similar ao da creatina no processo de voluminização intracelular, por atrair água para dentro da célula.

BCAA'S: Tendo dito que os aminoácidos essenciais são aqueles que não podem ser produzidos pelo corpo humano mas são só adquiridos pela ingestão de alimentos, vegetais, animais ou suplementos, podemos afirmar que o BCAA (Branch Chain Amino Acids) ou Aminoácidos de Cadeia Ramificada, são aminoácidos essenciais (o organismo não produz), são constituídos de 3 aminoácidos: L-Valina, L-Isoleucina e L-Leucina.
O BCAA é de especial interesse para os desportistas, culturistas e praticantes de actividades físicas em geral porque são metabolizados nos músculos. Eles podem ser usados para produzir energia ou para construir novas proteínas. Embora as fontes de proteínas completas, como carnes, contenham BCAAs, a pesquisa mostrou que a suplementação adicional pode ser benéfica. Uma vantagem da suplementação desses aminoácidos reside na sua capacidade de aproveitar ao máximo o período pré e pós-treino.

CREATINA: A creatina é um nutriente não essencial sintetizado naturalmente no corpo humano. Estudos demonstraram que a creatina pode melhorar a performance dos atletas em actividades que requerem explosões rápidas de energia e pode ainda ajudar os atletas a recuperar mais rapidamente dessas mesmas explosões. A Creatina é, no entanto, mais adequada para os culturistas, pois ajuda ao aumento da massa muscular em vez da resistência muscular. No entanto, o aumento da massa muscular pode dever-se à retenção de líquidos e não ao aumento do tecido.

MALTODEXTROSE: Ela é considerada um hidrato de carbono complexo, pois possui na sua fórmula vários açúcares, como a Dextrose, Maltose e outros, necessitando, assim, de digestão para sua conversão em Glicose. Quando é tomada antes da actividade física, aumenta a performance e adia o início da fadiga muscular. Após o treino, como no meu caso, ela faz com que te sintas "recomposto", porque actua como repositora do glicogénio presente nos músculos. Assim, a maltodextrina constitui um importante combustível para o organismo.


Antes de dormir:
VITAMINA C

ÓMEGA 3- para além de ter uma acção anti-inflamatória, reduzir o colesterol e os triglicéridos, excelente para sistema nervoso, combater a diabetes, etc, etc, etc, a ingestão de gordura "boa" no organismo ajuda a ganhar massa muscular e a "queimar" gordura. A gordura está ligada aos níveis de testosterona que é a hormona responsável pelo aumento de massa muscular no corpo.



Bons treinos!