segunda-feira, 8 de setembro de 2014

SUPERGREENS!

 
Um dos suplementos que eu tomo diariamente são os chamados super greens! Fazem parte da minha alimentação actualmente.



O termo super greens normalmente refere-se a um grupo especifico de algas e verduras como a Chlorella, a Spirulina, Cevada e Erva Trigo que são ricas em clorofila, proteína e outros nutrientes. Estes suplementos são ricos em antioxidantes e como tal ajudam a estimular o sistema imunitário, a reduzir a inflamação interna do nosso corpo, a desintoxicar e promover a digestão saudável. Ajudam a restaurar o PH do corpo e alcançar o equilibrio, já que, ao contrário da proteína, dos grãos e dos laticínios (que são ácidos para o corpo), estes são alcalinos, pelo que melhoram o equilibrio ácido-alcalino no organismo.





Mas nem todos os greens vendidos actualmente são eficazes, por isso não te deixes enganar por fórmulas que se dizem milagrosas. Usados da forma errada, até os super greens podem sabotar resultados e podem também não conter todas as vitaminas e minerais recomendadas.


Claro que todos gostaríamos de, em apenas uma dose, concentrar toda a quantidade diária necessária de verduras, frutas e ervas, mas não funciona dessa forma! São apenas aliados e tal como o nome indica, suplementos que devem ser unidos a um treino adaptado e a uma alimentação saudável. Não pretendem ser um substituto de frutas e legumes reais, e em demasia também são desnecessários, tal como se comermos 10 peças de fruta ou vegetais por dia! O que chega até ao nosso organismo em demasia não nos traz nenhum benefício. Mas por exemplo para quem faz uma "dieta" mais pobre em hidratos de carbono, pode ter vantagens em introduzir este suplemento no seu dia a dia, assim como numa alimentação equilibrada desde que tomado da forma correcta e sem excessos.
 
Atenção sempre aos rótulos e á informação prestada no mesmo consoante as marcas existentes no mercado. Quanto mais pormenorizada for, melhor, pois muitas vezes, para que o sabor seja mais agradável, são adicionadas a estas fórmulas açúcares e frutose, acabando por prejudicar a real intenção deste produto.